• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

Cardeal Parolin: Síria, situação dramática. Encontrar uma saída

14.11.2016

Destruição em Homs na Síria - AP

 

Roma  - Deter o Estado Islâmico é uma prioridade para o retorno dos cristãos às suas terras. Os povos da Síria e Iraque esperam com confiança o fim da guerra para reencontrar a estabilidade.

 

A este propósito conversou com a nossa emissora o Secretário de Estado, Cardeal Pietro Parolin, que participou do encontro internacional “Damasco, prisma de esperanças” que se concluiu neste domingo (13/11), em Roma, promovido pelo Pontifício Instituto Oriental que celebra 100 anos de fundação. 

 

Cardeal Parolin: “Esperamos que a situação se encaminhe pela estrada justa a fim de alcançar primeiramente o cessar-fogo. Depois, o fim da guerra e uma solução negociada. Esta é a insistência da Santa Sé: Que as partes envolvidas se unam e encontrem uma saída. Esta é a nossa esperança. Esperamos que os novos cenários internacionais, criados pela eleição do novo presidente nos Estados Unidos, possam servir para este objetivo. Desejamos também uma solução para os cristãos a fim de que possam ser integralmente cidadãos de suas terras e seus países, que possam contribuir na construção de suas sociedades, como os demais cidadãos, e que se sintam parte dessa sociedade.”

 

No Iraque, os povoados estão retornando, lentamente, aos povoados da Planície de Nínive, não obstante a maior parte dos cristãos permaneça nos campos de refugiados do Curdistão iraquiano. 

 

A situação em Aleppo, na Síria, é crítica, pois mais de 250 mil pessoas se estabeleceram nos bairros orientais da cidade. Sobre esta situação, eis o que disse o Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, Cardeal Leonardo Sandri.

 

Cardeal Sandri: “Infelizmente, todas as notícias que chegam nos enchem de angústia, sofrimento e participação na dor terrível de nossos irmãos sobretudo em Aleppo, mas também em todo o Oriente Médio. Não obstante este panorama negativo e obscuro, invocamos a luz da paz, do acordo, do diálogo, do encontro entre todos os povos do Oriente Médio, de todas as religiões, e que os cristãos possam ser sempre um ponto de equilíbrio nesta amada região.”

 

Solidariedade aos cristãos da Síria e Iraque foi manifestada também pelo Administrador Apostólico do Patriarcado Latino de Jerusalém, Dom Pierbattista Pizzaballa.

 

Dom Pizzaballa: "Não há cristão que não fale sobre seus irmãos na Síria e Iraque. É muito bonito ver a solidariedade. Todas as comunidades cristãs manifestam solidariedade, até mesmo concreta, com coletas e vigílias de oração aos seus irmãos cristãos. Ficam admiradas pelo testemunho que dão e são encorajadas. Ver o testemunho dos cristãos da Síria e Iraque, incentiva os cristãos da Terra Santa a olharem pra frente com confiança, não obstante os problemas existentes na terra de Jesus. Em Israel e Palestina, como em todo o Oriente Médio, existem fenômenos de extremismo e são preocupantes porque não são mais esporádicos como uma vez, mas seguem ideologias que começam a preocupar. Acredito que ainda exista tempo para gerir estas situações que no resto do Oriente Médio estão fora de controle.” 

 

Please reload

DESTAQUE

21 sugestões para viver melhor esta Sexta-Feira Santa

18 Apr 2019

1/10
Please reload

April 18, 2019

April 18, 2019

Please reload