• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

Novos cardeais: universalidade da Igreja que testemunha Boa Nova da Misericórdia

19.11.2016

 

Cardeal durante Concistório - L'Osservatore Romano

 

Cidade do Vaticano - O Papa Francisco presidirá, neste sábado (19/11), na Basílica de São Pedro, o terceiro consistório de seu pontificado, para criação de 17 cardeais, dos quais 13 eleitores, com menos de 80 anos, reforçando o papel das periferias no Colégio Cardinalício.

 

Desde 2013, quando os cardeais eleitores da Europa representavam 56% do total, Francisco tem alargado as fronteiras de suas escolhas, com uma mudança mais visível no peso específico da África, Ásia e Oceania.

Os 13 novos cardeais são provenientes de 11 países, expressando a universalidade da Igreja que anuncia e testemunha a Boa Nova da Misericórdia de Deus em todos os cantos da terra. 

 

Entre os futuros purpurados está o Arcebispo de Brasília, Dom Sérgio da Rocha, que receberá o barrete cardinalício neste sábado. Será criado o mais jovem cardeal da Igreja, Dom Dieudonné Nzapalainga, Arcebispo de Bangui, República Centro-Africana, de 49 anos.

 

Aos membros do Colégio Cardinalício, Francisco decidiu unir também dois arcebispos e um bispo, eméritos, que se destacaram no serviço pastoral, e um presbítero. Todos os quatro têm mais de oitenta anos. São eles: Dom Anthony Soter Fernandez, Arcebispo Emérito de Kuala Lumpur, na Malásia, Dom Renato Corti, Arcebispo Emérito de Novara, na Itália; Dom Sebastian Koto Khoarai, Bispo Emérito de Mohale’s Hoek, Lesotho, e o padre Ernest Simoni – que fez o Papa chorar ao abraçá-lo, na Albânia, evocando a perseguição do regime comunista – como reconhecimento pelo seu “claro testemunho cristão”.

 

No próximo domingo (20/11), Solenidade de Cristo Rei, encerramento do Ano Santo da Misericórdia, o Papa irá concelebrar a missa com os novos cardeais, com o Colégio Cardinalício, arcebispos, bispos e presbíteros, na Basílica Vaticana.

 

A Rádio Vaticano transmitirá esses dois eventos ao vivo, com comentários em português. No sábado, 19, o Consistório a partir das 7h55, horário de Brasília. E no domingo, dia 20, a missa de encerramento do Jubileu da Misericórdia a partir das 6h55, horário de Brasília.

 

 

Please reload

DESTAQUE

21 sugestões para viver melhor esta Sexta-Feira Santa

18 Apr 2019

1/10
Please reload

April 18, 2019

April 18, 2019

Please reload