• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

Mensagem de Natal dos bispos do Haiti: restituir esperança ao país

24.12.2016

Cardeal haitiano, bispo de Les Cayes, Dom Chibly Langlois - REUTERS

 

Porto Príncipe - Um premente apelo a renunciar à violência em todas as suas formas e os votos de que este Natal seja para todos os haitianos uma fonte inexorável de alegria, paz e amor: é o que expressam os bispos do Haiti na mensagem natalina e para o Ano Novo, difundida ao término da 123ª Assembleia Plenária da Conferência episcopal.

 

Por muito tempo povo do Haiti foi enganado por seus líderes

 

Os bispos colocam no centro da mensagem a situação do país caribenho, novamente estas semanas abalado por fortes tensões políticas após o anúncio dos resultados das eleições presidenciais de 20 de novembro passado, e duramente provado pelo recente furacão Matthew.

 

No documento, os prelados evocam a responsabilidade da classe dirigente: “Por muito tempo o povo do Haiti foi enganado por seus líderes”.

 

O resultado é um clima de difusa “frustração, pessimismo e desconfiança”, como confirma a ulterior queda de afluência às urnas no último pleito eleitoral, reduzida a 21% dos cidadãos com direito de voto. Uma participação inaceitável para uma sociedade que se quer democrática, afirmam eles.

 

Restituir esperança e confiança

 

Daí, o apelo “aos dirigentes a trabalhar para restaurar a confiança da população, que vive com a sensação de ter sido traída, ultrajada e usada. É urgente ouvir o sofrimento das pessoas e tomar decisões políticas e econômicas capazes de restituir a esperança”, acrescentam.

 

Políticos sejam protagonistas da renovação tão esperada pelos haitianos

 

Os prelados dirigem-se em particular aos líderes políticos a fim de que coloquem de lado toda e qualquer atitude triunfalista e colaborem para garantir aquela estabilidade política e social da qual a ilha precisa para seu desenvolvimento: “Os participantes das eleições não se considerem perdedores ou vencedores, mas, sobretudo, protagonistas da renovação tão esperada por todos os haitianos”.

 

A mensagem cita como exemplo encorajador nesse sentido, a grande mobilização nacional em prol das vítimas do furacão Matthew: um exemplo de solidariedade a ser repetido em outras situações.

 

Povo haitiano tem sede de autêntica renovação

 

Sofrido por tanto tempo, o povo haitiano “tem sede de uma autêntica renovação em todos os níveis: espiritual, ético, social e político”, reiteram.

 

Para que isso seja possível é necessário “cultivar a confiança recíproca; redescobrir e promover os valores civis e humanitários da liberdade, da igualdade e da fraternidade; fundar o exercício do poder na busca desinteressada do bem comum; tomar consciência de que todo haitiano é responsável pelo presente e pelo futuro do país e pela salvaguarda do ambiente que é a nossa casa comum”, conclui a mensagem. 

Please reload

DESTAQUE

21 sugestões para viver melhor esta Sexta-Feira Santa

18 Apr 2019

1/10
Please reload

April 18, 2019

April 18, 2019

Please reload