• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

Segundo incêndio em igrejas é mostra da uma “maldade diabólica”, denuncia pároco chileno


SANTIAGO - Pela segunda vez neste ano, a Paróquia Cristo Rei, em Rancagua (Chile), sofreu um incêndio durante a madrugada do dia 22 de maio, acontecimento que foi definido pelo pároco, Pe. Giacomo Valenza, como uma “maldade diabólica”.


O incêndio começou por volta das 3h (hora local) e foi identificado pela polícia que patrulhava esta região. Eles avisaram aos bombeiros, impedindo que o fogo se espalhasse e afetasse as pessoas do Lar Pequeno Cottolengo, que está ao lado da paróquia.


As chamas destruíram um armazém que continha madeira, ferro e resíduos de cera de velas e um salão adjacente utilizado para a catequese.


O pároco de Cristo Rei, Pe. Valenza, conversou com o Grupo ACI e disse que não sabe a origem deste incêndio. Entretanto, não exclui a intencionalidade, pois depois do incêndio que ocorreu há cinco meses, houve outras tentativas de roubo.


“Esta é uma maldade que eu chamo diabólica. Só o diabo pode ter uma maldade como esta. Um ladrão não encontra nada e vai embora. Entretanto, isso que eles fazem é um dano muito maior do que um roubo”, enfatizou o Pe. Valenza.


O sacerdote quer verificar se fizeram práticas satânicas, depois que terminarem as investigações “das quais não tenho esperança”, afirmou.


O outro incêndio ocorreu no dia 2 de janeiro e destruiu o presbitério, a sacristia e o armazém do bazar da paróquia. Desde então, a comunidade teve que celebrar as Missas ao ar livre e em outras capelas.


“Depois de cinco meses ainda não conseguimos reconstruí-la. Agora, temos outro problema, pois estamos tentando conseguir dinheiro para o templo e agora se soma a isto”, explicou.


Por isso, a comunidade organizou rapidamente um bingo para o dia 10 de junho, às 15h30 (hora local), no Colégio Marcela Paz e, com a solidariedade da comunidade, segue arrecadando o dinheiro para reconstruir a casa de Deus e continuar o trabalho pastoral e social.

#Chile #Atentadocontraigreja

DESTAQUE