• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

Em novo vídeo, ISIS rasga foto do Papa e ameaça Roma

26.08.2017

 

 

 

ROMA - O Estado Islâmico (ISIS) divulgou um vídeo em que está destruindo a Catedral de Marawi, nas Filipinas, e no qual um dos terroristas rasga uma fotografia do Papa Francisco e ameaça dizendo que chegará a Roma. 

 

No vídeo intitulado “Dentro do Califado parte 3”, o grupo terrorista mostra cenas de destruição da Catedral de Marawi, perpetrada em maio deste ano pelo grupo fundamentalista Maute, que jurou lealdade ao ISIS e atacou esta cidade localizada na ilha filipina de Mindanao, de maioria muçulmana.

 

 

ADVERTÊNCIA: As imagens do vídeo podem ferir a sensibilidade do leitor.

 

O vídeo, (Clique aqui para assistir o vídeo) também mostra imagens cruéis de soldados assassinados, difundido em 20 de agosto pelo Al Hayat Media Center, um dos principais órgãos de propaganda grupo terrorista islâmico.

  

Terroristas do Estado Islâmico destroem um crucifixo na Catedral de Marawi (captura de vídeo)

 

Este vídeo mostra os militantes destruindo imagens de Jesus, da Virgem Mariae de todos os símbolos católicos. Também mostra um terrorista rasgando a foto do Papa Francisco e outro que fez a mesma coisa com a foto de Bento XVI.

  

Terrorista do Estado Islâmico destrói uma imagem da Virgem Maria na Catedral de Marawi (captura de vídeo)

 

“Vamos fazer mais vingança”, afirma um dos terroristas. “Nós vamos estar em Roma, inshallah”, repetiu várias vezes esta frase, antes de apontar o seu rifle para a foto do Pontífice.

 

Terrorista do Estado Islâmico rasga uma foto do Papa Francisco na Catedral de Marawi (captura de vídeo)

 

Por sua parte, um narrador assinala que “depois de todos os seus esforços (dos jihadistas) a religião da cruz será destruída. A inimizade dos cruzados contra os muçulmanos só serviu para encorajar uma geração de jovens”.

 

No momento em que invadiram Marawi, os terroristas do Maute tomaram vários reféns católicos que estavam na catedral, entre ele um sacerdote.

 

De acordo com o ‘Il Corriere della Sera’, o grupo islâmico nas Filipinas – país de maioria católica e onde os muçulmanos são 5% – foi reforçado com a chegada de militantes estrangeiros que chegaram do Oriente Médio, onde o ISIS está sendo derrotado.

 

Além disso, este vídeo foi divulgado poucos dias antes de outro vídeo, no qual um terrorista falou em castelhano para ameaçar a Espanha com mais atentados, como o que ocorreu em Barcelona.

Please reload

DESTAQUE

21 sugestões para viver melhor esta Sexta-Feira Santa

18 Apr 2019

1/10
Please reload

April 18, 2019

April 18, 2019

Please reload