• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

A clara resposta dos bispos do Paraguai à ideologia de gênero

Imagem referencial / Flickr Mktp (CC-BY-NC-SA-2.0)


ASSUNÇÃO - A Conferência Episcopal do Paraguai (CEP), reunida em sua 216ª Assembleia Plenária Ordinária, divulgou os temas que serão apresentados ao Papa Francisco em sua próxima visita ad limina, que será realizada entre os dias 5 e 12 de novembro.


Os Bispos, reunidos do dia 23 ao 27 de outubro, destacaram como um dos temas principais a situação da família ante a ofensiva da ideologia do gênero.


Em sua mensagem, afirmaram que as premissas e os postulados desta ideologia “comprometem gravemente a compreensão do homem e da mulher em sua identidade e no vínculo manifestado no matrimônio e na família”.


Os Prelados asseguraram que “não é correto privar os pais e tutores do seu direito e da sua responsabilidade de educar os nossos filhos, e impor uma concepção contrária à verdade biológica”.


Também não podemos apelar a explicações ou “eufemismos que procuram simular ou substituir a instituição familiar, manipular as consciências e instalar práticas contrárias à defesa da vida e de cada pessoa”.


Diante desta situação, declararam que uma valorização autêntica da sexualidade “não passa por uma libertação de estereótipos nem pela negação das diferenças”, e defenderam o “respeito por cada pessoa no seu processo de maturidade” em relação à sua identidade sexual.


“Não promovemos nenhuma forma de discriminação nem pretendemos privar ninguém dos seus direitos legítimos”, disseram os Bispos.


Entretanto, “as exigências do respeito e de convivência democrática devem ser capazes de admitir diferenças sem distorcer a verdade, sem ofensas às convicções legítimas da fé cristã”.


Entre outros temas a serem discutidos com o Papa também estão as eleições gerais do próximo ano, a educação e os jovens da Igreja.


Os Bispos do Paraguai pediram aos fiéis “para que assumam a nossa convivência com respeito e sem temores, a fim de buscar sempre, além das inegáveis ??diferenças, o bem de todos”.


“Por tudo isso, vamos a Roma com nossos corações cheios e abertos à ação do Espírito Santo. Pedimos que rezem por nós. E nós rezaremos por vocês”, concluíram a sua mensagem.

#IdeologiadeGênero #ConferênciaEpiscopaldoParaguai

DESTAQUE