• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

República Dominicana acolherá pela primeira vez os símbolos da JMJ


Cruz peregrina e ícone de Maria Salus Populi Romani / Fotos: Facebook da Jornada Mundial da Juventude


A República Dominicana acolherá pela primeira vez os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), entre os dias 25 de novembro e 13 de dezembro de 2017.


A Conferência do Episcopado Dominicano (CED) indicou ao Grupo ACI que a Cruz Peregrina e o Ícone de Maria Salus Populi Romani chegarão ao país vindos do Haiti, através da província de Dajabón, localizada na fronteira entre as duas nações.


No dia 25 de novembro haverá uma cerimônia de recepção na Catedral da cidade de Santa Cruz de Mao, na província de Valverde. Neste momento, começará o seu percurso pelas onze dioceses da República Dominicana.


O CED indicou que, “a partir de agora, a juventude católica dominicana e toda a Igreja estão programando diversas atividades religiosas e culturais, ao redor desses símbolos” e que todos “estão se preparando para recebê-los com fé e grande alegria”.


No dia 25 de novembro, os símbolos estarão na Diocese de Mao-Montecristi; no dia 26, na Diocese de Puerto Plata; 27 e 28, na Arquidiocese de Santiago; 29, na Diocese de San Francisco; e 30 de novembro, na Diocese de La Vega.


No dia 1º de dezembro, chegarão à Diocese de Barahona; nos dias 2 e 3, permanecerão na Diocese de San Juan; dia 4, na Diocese de Baní; 5 e 6, na Diocese de San Pedro; e 7, na Diocese de La Altagracia.


Entre os dias 8 e 13 de dezembro, os símbolos serão acolhidos na Arquidiocese de Santo Domingo.


No domingo, 10, a Cruz e o ícone estarão na celebração do Encontro Nacional Juvenil, que reunirá milhares de jovens.


Em seguida, os símbolos partirão ao Panamá e continuarão a sua peregrinação a Porto Rico, país fortemente atingido pela passagem do furacão Maria em setembro.


A República Dominicana não é o único país a receber os símbolos da JMJ pela primeira vez. Cuba teve essa oportunidade de 11 de outubro a 9 de novembro, logo depois, o Haiti, de 11 a 22 de novembro, e também o México, onde começou o seu percurso em 23 de agosto e permaneceu durante 43 dias.


Em seu site, a JMJ Panamá 2019 assinalou que, em Cuba, “desde a sua chegada, os símbolos significaram esperança, paz e alegria para o povo cubano que os recebeu com grande desejo pela primeira vez no país”.


Através do seu Facebook, indicaram que no Haiti “o percurso dos símbolos da JMJ marcaram muito as cidades visitadas. Permitiu-lhes conhecer mais profundamente Cristo no Mistério da Redenção e recordou-lhes a importância de confiar sempre na Mãe de Deus”.


A Cruz Peregrina tem 3,8 metros e foi entregue pela primeira vez aos jovens pelo Papa São João Paulo II em 1984. O ícone da Padroeira das JMJ foi entregue pelo mesmo Pontífice em 2003.

#RepúblicaDominicana #JornadaMundialdaJuventude

DESTAQUE