• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

CMI promove oração ecumênica pela paz na Coreia

17.12.2017

 

Setsuko Thurlow durante entrega do Prêmio Nobel da Paz, em Oslo - EPA

 

Oslo - Realizou-se em Oslo, Noruega, uma semana de oração pela paz na Coreia para manifestar concretamente a importância da ação ecumênica, no país asiático, a fim de vencer a guerra. 

 

O evento, intitulado “Uma luz pela paz”, foi promovido pelo Conselho Mundial de Igrejas (CMI) na primeira semana do Advento, aderindo ao pedido do comitê executivo do organismo que convidou “todos os cristãos e pessoas de boa vontade do mundo inteiro a unirem-se em oração pela paz e promover iniciativas de solidariedade em prol da Coreia”. 

 

Com a semana de oração, o Conselho Mundial de Igrejas renovou, mais uma vez, o seu compromisso, de mais de trinta anos, com uma série de iniciativas ecumênicas que tiveram um momento particular na celebração da décima assembleia geral, realizada em Busan, Coreia do Sul de 30 de outubro a 8 de novembro de 2013, em que foi forte o convite a colocar fim ao estado de guerra, iniciando um percurso de reconciliação para viver a paz. 

 

Na semana de oração pela paz na Coreia, o CMI pediu para rezar e  acender uma vela em todo lugar, pois, “no tempo do Advento a luz da vela recorda a luz de Cristo que vem ao mundo. A luz de Cristo pode iluminar esse tempo em que parece difícil encontrar caminhos para superar tensões e divisões, tempo em que a linguagem da força e da ameaça parece dominar”.

 

O organismo ecumênico quis cultivar “a esperança de que homens e mulheres do mundo, de confissões cristãs e outras religiões, pudessem encontrar a maneira de unir e amplificar suas vozes com um gesto de paz, como o de acender uma vela, depois de um momento dedicado à oração. Durante uma semana, em muitos lugares, rezou-se pela paz na Coreia numa perspectiva ecumênica, com a participação de cristãos de várias denominações que acolheram o convite do CMI de manifestar solidariedade aos coreanos, oferecendo todo tipo de apoio às tentativas de diálogo e pedindo um mundo livre de armas nucleares”. 

 

A semana concluiu-se com uma oração ecumênica na Igreja da Trindade, em Oslo, e no dia seguinte, com uma procissão de velas na capital norueguesa, por ocasião da entrega do Prêmio Nobel da Paz à organização “Campanha Internacional para Abolir as Armas Nucleares”. 

 

O prêmio foi entregue a Setsuko Thurlow, sobrevivente da bomba de Hiroshima. Ela sublinhou que “armas nucleares e humanidade não podem mais coexistir”. 

Please reload

DESTAQUE

21 sugestões para viver melhor esta Sexta-Feira Santa

18 Apr 2019

1/10
Please reload

April 18, 2019

April 18, 2019

Please reload