• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

Bispos africanos reiteram compromisso em defesa da vida, do matrimônio e da família

21.02.2018

 

 

Imagem referencia: Pixabay domínio público

 

ROMA - Os bispos católicos da província eclesiástica de Ibadan (Nigéria) lançaram dois novos catecismos sobre a defesa da vida, do matrimônio e da família.

 

O lançamento de ‘Um catecismo sobre a vida humana: desde a concepção até a morte natural’ e ‘Um catecismo sobre o matrimônio e a família: os ensinamentos da Igreja Católica’ foi realizado na quinta-feira, 15 de fevereiro, no Centro João Paulo II em Ibadan.

 

A província eclesiástica de Ibadan é formada pela Arquidiocese de Ibadan e pelas Dioceses de Osogbo, Oyo, Ekiti, Ondo e Illorin.

 

Segundo informações do jornal ‘Vanguard’, o Arcebispo de Ibadan, Dom Gabriel Abegunrin, assinalou durante a apresentação que atualmente “há muitos ensinamentos falsos e posições erradas sobre a vida humana” e, por isso, “é pertinente que a Igreja fale o mais eloquentemente possível em um mundo que enfatiza as coisas materiais”.

 

“Não há dúvida – acrescentou – de que o mundo de hoje precisa ser restaurado através da educação e da mobilização social”.

 

Em sua opinião, “a instituição do matrimônio ainda tem valores e é valioso que, se alguém quiser ajudar a nação, deve ajudar a família a cuidar dos seus filhos”.

 

“Em nossos dias – lamentou –, as pessoas esqueceram que a vida pertence a Deus e perderam a consciência de que só Deus tem direito sobre as vidas humanas e nenhum homem pode tomá-las".

 

“Pedimos às pessoas de boa vontade que erradiquem todas as práticas contra a vida humana. Falamos sobre o desenvolvimento da sociedade. A vida humana é sagrada e nenhum ser humano tem o direito de acabar com a vida de outro”.

 

Por sua parte, o Bispo de Oyo, Dom Emmanuel Badejo, assinalou que “o Governo tem que servir às pessoas. Tudo o que faz deve protegê-las, incluindo suas vidas”.

 

“Toda vida humana perdida é sangue que clama a Deus”, continuou e expressou que “sofremos pelos assassinatos diários de adultos, bebês e gestantes. A vida humana está se tornando algo menos valioso. Nós, na Nigéria, não queremos estar no caminho da morte”.

 

Depois de ressaltar que os “três pilares da humanidade na África são a proteção da vida humana, o matrimônio e a proteção da família”, o Prelado disse que, se esses dois últimos não forem protegidos, “a sociedade se desintegrará”. “É por isso que Deus tornou possível que somente o homem e a mulher possam procriar”.

 

Por outro lado, a doutora e ativista dos direitos humanos Julianna Olusanmi sublinhou que “o papel da família na sociedade não deve ser subestimado. Quando se ajuda a família, ajuda-se a nação. Maus líderes surgem de famílias más”.

 

Por sua parte, o sacerdote que revisou ambos os catecismos, Pe. Michael Banjo, assinalou que “os dois livros enfrentam ideologias erradas e procuram educar melhor os cristãos a respeito do matrimônio; assim como promover e proteger os valores cristãos tradicionais”.

Please reload

DESTAQUE

21 sugestões para viver melhor esta Sexta-Feira Santa

18 Apr 2019

1/10
Please reload

April 18, 2019

April 18, 2019

Please reload