• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

Polícia da Inglaterra impede que pais retirem Alfie Evans do hospital

13.04.2018

 

Alfie Evans e policiais que impediram a sua saída / crédito: Cortesia de Alfie's Army Official

 

LONDRES - A polícia da Inglaterra impediu que os pais de Alfie Evans o retirassem à força do Alder Hey Hospital, cuja administração busca desconectar o suporte que o mantêm vivo.

 

Alfie é um menino de 23 meses que está em "estado semi-vegetativo" devido a uma condição neurológica degenerativa desconhecida.

 

Depois de uma longa luta legal, a justiça britânica decidiu a favor do hospital. A imprensa informou no último dia 11 que o juiz Anthony Hayden estabeleceu a data e a hora para desconectar o suporte que mantém vivo Alfie Evans.

 

Segundo a mídia britânica, a data e a hora serão mantidas em sigilo por razões legais.

 

Entretanto, Tom Evans, pai da criança, recebeu uma carta do advogado pró-vida Pavel Stroilov, do Christian Legal Center, que afirma que tem o direito de retirar o seu filho do hospital. Mas a polícia o impediu na última quinta-feira.

 

A família Evans e seus amigos publicaram um vídeo no Facebook, no dia 12 de abril, sobre a tentativa fracassada de retirar seu filho do hospital.

 

"Tenho a documentação que diz que tenho o direito de retirar o meu filho deste hospital", diz Evans no vídeo.

 

"O (hospital) Alder Hey está nos impedindo. O Alder Hey está chamando a polícia para assassinar o meu filho. O Alder Hey chamou a polícia para impedir que leve o meu filho do hospital. Este é meu filho. Olhem para o meu pequeno saudável que não foi diagnosticado e com certeza não está morrendo. Está com a ventilação e temos todos os equipamentos", acrescentou.

 

Em sua carta, Stroilov assinala à família: “Você me pediu para esclarecer se é legal retirar o seu filho do Alder Hey Hospital sem o seu consentimento do mesmo. No caso de Alfie, isso só seria possível com o apoio de uma equipe de profissionais médicos com os equipamentos necessários para o suporte vital”.

 

“A respeito, posso confirmar que tal remoção seria legal sob a lei inglesa. Alfie só está no hospital porque vocês, seus pais, procuraram voluntariamente os seus serviços médicos. Alfie tem o direito de ir embora deste hospital. Não está preso lá. Mas, devido à sua idade, seus pais devem tomar a decisão de leva-lo ou permanecer no hospital”, continuou.

 

O advogado disse que “o efeito das ordens dadas por Anthony Hayden no Tribunal Supremo é tornar legal para Alder Hey retirar o seu tratamento de ventilação artificial, e para proteger Alder Hey e a sua equipe da responsabilidade legal desta decisão".

 

“Não é a intenção ou o efeito da ordem evitar a liberdade pessoal ou os direitos dos pais de Alfie. Continua sendo legal que uma equipe alternativa de profissionais médicos, com o consentimento dos seus pais, ofereça esse tratamento médico a Alfie, da forma que eles considerem profissionalmente apropriado”, concluiu.

Please reload

DESTAQUE

21 sugestões para viver melhor esta Sexta-Feira Santa

18 Apr 2019

1/10
Please reload

April 18, 2019

April 18, 2019

Please reload