• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

O que mais um livro tem a dizer sobre Santa Teresinha?

07.06.2018

 

 

 

Há 120 anos uma carmelita de 24 anos revolucionou a vida de oração ao descobrir um novo caminho para a santidade

 

Após mais de 120 anos de sua morte, pode-se dizer que Teresinha de Lisieux é uma das santas mais queridas, cuja devoção está espalhada pelo mundo inteiro. Não há dados oficiais acessíveis, em uma rápida busca, mas estima-se que há mais de 1700 igrejas e capelas dedicadas a ela nos cinco continentes. O que pode ainda haver de novidade sobre a carmelita para um novo livro?

 

A Edições Shalom lança “Teresinha: a santa revolucionária”, de Vicente Tomaz, na certeza de que a vida e a doutrina de Santa Teresinha guardam um tesouro.

 

Segundo o autor, a santa viveu em uma época em que a espiritualidade cristã se via muito marcada pela ideia da justiça divina. Era comum que as pessoas, sobretudo as religiosas, quisessem acumular méritos por meio das práticas ascéticas e de piedade para ter com o que "negociar" com Deus, a fim de merecerem a salvação. “Santa Teresinha, profundamente marcada pelo seu conhecimento experiencial do Deus amor, afirmava que, no final da sua vida, queria aparecer diante do Bom Deus com as mãos vazias, para que pudesse ser revestida com os méritos de Jesus”, explica Vicente Tomaz, consagrado da Comunidade Shalom, com promessas definitivas como Comunidade de Vida. No seu célebre ato de oferecimento ao amor misericordioso, ela declara ao Senhor: “Desejo ser santa, mas sinto minha impotência. Por isso vos peço, ó meu Deus, que sejais vós mesmo a minha santidade". Para o autor, ela estava completamente convicta de que a sua humildade e confiança abriam espaço para que a graça de Deus pudesse ser nela o que ela não poderia ser por suas próprias forças: “Tentei falar sobre a forma de viver a pequena via na vida de oração e na valorização das pequenas coisas, a ascese da pequenez”.

 

Segundo o autor, o livro traz o mérito de apresentar uma síntese de grandes autores especializados na vida e na doutrina teresiana, como François-Marie Lethèl, Hans Urs von Balthasar, Conrad de Meester, Guy Gaucher, no intuito de evidenciar os aspectos fundamentais da espiritualidade de Santa Teresinha.

 

Com esta proposta, o livro apresenta a vida da carmelita francesa, uma jovem falecida aos 24 anos, apaixonada por Deus e pela humanidade, por meio de uma linguagem acessível e conteúdo de grande valor teológico.

 

Vicente Tomaz participa do lançamento no Congresso de Jovens Shalom, dias 1 e 2 de junho, no Expo Barra Funda, em São Paulo, onde encontra mais de 3 mil jovens do Brasil e do exterior. O autor é formado em Filosofia e Teologia pela Faculdade Católica do Ceará. Nasceu em São Paulo (SP), em 1981. Ingressou na Comunidade Católica Shalom em 2003. A carmelita francesa é, para ele, uma amiga e mestra espiritual, que o acompanha desde as suas primeiras experiências com Deus na adolescência e que a cada dia o ensina a amar mais a Jesus e a humanidade.

 

FICHA TÉCNICA

Teresinha: a santa revolucionária

Vicente Tomaz

160 páginas

Edições Shalom

 

Para comprar: https://livrariashalom.org/teresinha-a-santa-revolucionaria

Please reload

DESTAQUE

21 sugestões para viver melhor esta Sexta-Feira Santa

18 Apr 2019

1/10
Please reload

April 18, 2019

April 18, 2019

Please reload