• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

Espanha se seculariza cada vez mais e nos Estados Unidos a fé cresce, revela pesquisa



Foto referencial: Pixabay domínio público


O prestigioso Pew Research Center publicou a pesquisa intitulada “Ser cristão na Europa Ocidental”, cujos resultados mostram que a Espanha está cada vez mais secularizada e distante das suas raízes católicas, enquanto nos Estados Unidos a fé está crescendo.


O estudo, com data de 29 de maio, mostra que os ateus, os agnósticos e aqueles que asseguram não ter nenhuma religião, são 30% da população.


Segundo explica o vaticanista italiano Sandro Magister em sua análise, “para medir em que proporção a secularização na Espanha é tão avassaladora, é suficiente advertir que o aumento das pessoas sem nenhuma religião levou em poucos anos a Espanha quase ao mesmo nível dos quatro países mais secularizados da Europa ocidental, ou seja, Holanda, Noruega, Suécia e Bélgica”, onde mais de 40% se declararam sem religião.


A diferença entre a Espanha e estes quatro países é significativa. Na Holanda, Noruega, Suécia e Bélgica “aqueles que hoje se declaram sem religião já nasceram e cresceram, na maioria dos casos, em um ambiente familiar distante da fé”, enquanto “na Espanha, cada cinco de seis pessoas eram católicas quando jovens e quase todos foram batizados”.


Atualmente, na Espanha, os cristãos com prática religiosa, pelo menos mensalmente, são 21% da população, 44% são cristãos que não praticam a sua fé e 30% se declaram sem nenhuma religião.


Também em quatro outros países da Europa a secularização está muito avançada: França, Alemanha, Suíça e Reino Unido. Aqueles que não professam nenhuma religião estão entre 21% e 28%.


Os países onde pessoas mais se declaram cristãs são Itália, Portugal e Irlanda, com mais de 80%. Aqueles que praticam a sua fé pelo menos uma vez por mês são 40% na Itália, 35% em Portugal e 34% na Irlanda. Nestes três países, apenas 15% de pessoas se dizem ateus, agnósticos ou sem religião.


A maneira pela qual os cristãos do Velho Continente estão abandonando a fé é descrita como um “distanciamento gradual”. No caso da Espanha, a maioria responsabiliza o distanciamento por causa de “escândalos envolvendo hierarcas e instituições religiosas”.


Magister assinala que no total da pesquisa surge uma grande diferença entre a Europa Ocidental e os Estados Unidos.


Se na Europa os cristãos que praticam a sua religião pelo menos uma vez por mês são 31% da população, nos Estados Unidos são 64%. Na Europa, 14% dos cristãos rezam diariamente e 68% nos Estados Unidos.


Apenas 14% dos cristãos na Europa atribuem à religião um “lugar muito importante na sua própria vida”, enquanto essa percentagem nos Estados Unidos chega a 68%.

#Atéus #Cristãos #Católicos #Espanha #Portugal #Irlanda #França #EstadosUnidos

DESTAQUE