• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google+ Social Icon

Massacre do Carandiru completa 25 anos



Massacre do Carandiru completa 20 anos


Cidade do Vaticano – Neste dia 02 de outubro, recordam-se os 25 anos do massacre do Carandiru, ocorrido em 1992.


O Arcebispo de Passo Fundo, Dom Rodolfo Luís Weber, define o massacre “um fato emblemático que não pode ser esquecido, pois revela de forma brutal a complexidade do sistema prisional e a sua falência”.


Para o Arcebispo, a busca de soluções para a questão da violência não é proporcional ao problema existente. Dom Rodolfo cita a contribuição da Pastoral Carcerária, de modo especial a proposta de trabalho denominada “Agenda Nacional pelo Desencarceramento”.


O principal eixo e, ao mesmo tempo, objeto do Programa proposto é areversão do encarceramento em massa e, portanto, a redução gradativa e substancial da população prisional do país.


Dom Rodolfo recorda que o Brasil é o terceiro país com maior população carcerária; conjuga-se com o processo de encarceramento em massa a degradação do sistema prisional, onde são violados os direitos básicos da população carcerária; o caráter seletivo do sistema penal; criminalizam das mulheres (em torno de 8% da população carcerária, mas nos últimos anos aumentou percentualmente mais que e a dos homens; além disso, dentro dos cárceres sofrem muitas violências pouco conhecidas); mais de 40% da população prisional não tem condenação definitiva. Como consequência, em torno de 70% dos que cumpriram penas nos presídios voltam ao crime.

#MassacredoCarandiru #DomRodolfoLuísWeber

DESTAQUE